A Maldição dos 27

Quarta, 27 Julho 2011 13:52
Versão para impressão

               Mais uma vez a história se repete com uma cantora que morreu com 27 anos. Será maldição? Quem sabe?

               A vida de Amy Winehouse foi repleta de problemas de todos os tipos. Os principais que a levaram à morte foram o uso abusivo do álcool e das drogas. Os escândalos que provocou, nada mais foram que o resultado do uso de entorpecentes.

               Nos últimos meses estava tão desatinada que não conseguia sequer cantar em shows. Cantava três ou quatro músicas e saía do palco para não mais voltar. As vaias eram o resultado da performance abaixo da crítica. Os médicos afirmavam que a cantora não chegaria aos 28 anos, devido ao seu estado sofrível. Algumas fotos da internet mostram que estava mal, não conseguindo abrir os olhos, cambaleante, sem noção de tempo e espaço.

               Dona de uma voz bonita que lembrava o soul americano das grandes musas, não conseguiu vencer os problemas que o sucesso traz para os artistas. A fuga é quase sempre a mesma: álcool e drogas. E o resultado é sempre o mesmo: a morte prematura.

               Lembrando o passado veremos que muitos artistas morreram com 27 anos, deixando um vazio nos fãs que jamais será preenchido. A música os elevaram a um patamar tão alto que até hoje choram sua morte. Lembremos alguns desses ídolos que partiram precocemente:

 

Jimi Hendrix

               É considerado o reinventor da guitarra. O maior guitarrista de todos os tempos. Morreu em 1970, sufocado pelo próprio vômito, com 27 anos.

 

Janis Joplin

               Cantora americana morreu de overdose de heroína em 1970 com 27 anos.

 

Jim Morrison

               Poeta, cantor e compositor da banda The Doors. Morreu de ataque cardíaco num hotel de Paris em 1971. Tinha 27 anos.

 

Kurt Cobain

               Líder do Nirvana morreu em 1994 aos 27 anos. A versão é que se suicidou com um tiro de espingarda.

 

Amy Winehouse

               Inglesa, branca, de família judia, com voz e alma de musa soul dos anos 1960. Morreu em seu apartamento em Londres em 23 de julho de 2011. A causa da morte ainda é desconhecida.

               Muitos dizem que é necessário usar drogas e álcool para poder fazer frente ao stress a que um artista é exposto. Muitos fazem uso de remédios e outras drogas legais, mas acabam abusando do uso e morrendo por isso. Dizem ser o caso de Marilyn Monroe e Elvis Presley que morreram vítimas de overdose de remédios.

               Costumo dizer que existe uma ponte na vida das pessoas que vai dos 10 aos 30 anos.

               Nessa fase ocorrem as maiores dificuldades para as pessoas. É quando  se inicia a puberdade e o descobrimento de milhões de coisas desconhecidas.

               E o desconhecido pode levar à procura de caminhos obscuros dos quais não há volta. Os traficantes procuram viciar os adolescentes, os bandidos procuram mostrar que a vida bandida é melhor que a vida dentro da lei. Os cachaceiros procuram demonstrar que o consumo de bebidas alcoólicas é algo tão habitual que quem não bebe é considerado anormal. A sociedade mostra que o cigarro é um apêndice importante para se socializar.

               Procuram demonstrar o ganho fácil através do furto, roubo, prostituição, tráfico de drogas, tráfico de influências, chantagens, roubos por vias eletrônicas dentre tantas outras maneiras de ser fora da lei.

               Os Espíritos que devem reencarnar têm medo de cair nas garras da maldade justamente nessa época da vida.

               A criança bem orientada em religiosidade, civismo e humanidade têm melhores condições de passar por essa ponte e se tornar um cidadão de bem. Para isso é importante a orientação da família dentro de princípios espirituais que demonstrem que o alcance da felicidade passa obrigatoriamente pelo trabalho digno na construção da personalidade voltada para o bem.

               Conhecendo os princípios da Lei de Deus, demonstradas principalmente pelo Espiritismo, sabemos que aqueles que andam pelas estradas escuras do mal terão grandes dificuldades para retornar aos caminhos de luz.

               Muitos Espíritos com boa condição espiritual, ao reencarnarem, acabam caindo nas malhas do vício, da violência, do tráfico e voltam para o mundo espiritual em condições precárias, obrigando os mentores espirituais a realizarem um delicado serviço de resgate e tratamento espiritual para desintoxicação dos miasmas negativos. Esse trabalho pode levar muitos anos para alcançar êxito.

               Alguns podem afirmar que a fama leva o artista a procurar refúgio no álcool e nas drogas para permanecer em pé e cumprir contratos profissionais.

               Lembro de Pelé que foi o maior jogador de futebol de todos os tempos, o mais famoso de todos e que nunca soubemos ter usado o álcool e as drogas como coadjuvantes. Só uma foi sua coadjuvante na vida profissional: a bola.

               E a pergunta fica no ar: Qual é o destino desses famosos no mundo espiritual?

               Segundo Jesus a cada um será dado segundo suas obras.

               A grande maioria foi gente de boa qualidade espiritual que teve o azar de não ter orientação segura nos primeiros embates e acabaram caindo nos vícios.

               Morreram por causa deles e o que devem fazer no mundo dos Espíritos é procurar tratamento para voltar à normalidade.

               Se tiverem proteção de bons mentores haverão de curar essa necessidade de uso de entorpecentes em pouco tempo.

               Depois começarão a fase de trabalho para reerguer o moral e recomeçar a vida cantando.

               Quando tiverem permissão haverão de voltar à Terra para retomar a carreira artística e reconstruir seus destinos.

               O trabalho de reconstrução deverá ser, de preferência, longe das mãos insidiosas que encaminham aos vícios.

               Só assim, com bom suporte material e espiritual, conseguirão vencer a maldição que mata os famosos quando completam 27 anos.

 

Luiz Marini – 26-07-2011