Caminhos da espiritualidade

Quarta, 21 Maio 2014 17:31
Versão para impressão

O umbral é uma região de sofrimento que está localizado nas imediações da Terra, em dimensão diferente, alcançando a circunferência do planeta até uma altura de aproximadamente 80 quilômetros.

No umbral ficam os Espíritos que, na Terra, foram homens com vícios e defeitos que prejudicaram o próximo. Os homens que praticaram o mal se jungem a essa região por não terem condições espirituais de subir até as regiões de luz.

Sempre afirmamos que os maus homens são, depois do desencarne, os Espíritos sofredores que vagam pelo umbral e também pelas trevas, que são regiões ainda mais carregadas e de sofrimentos maiores.

Essas regiões não são esquecidas por Deus e pelos mentores espirituais. Diariamente, muitas falanges de Espíritos bons descem até esses locais por estarem a serviço de Jesus. Ali, resgatam aqueles que já estão aptos a deixar as regiões de sofrimento e alcançar locais apropriados para iniciar o tratamento que lhes haverá de recolocar na estrada do encaminhamento espiritual.

Quando Jesus nos disse que onde estiver nosso coração está o nosso tesouro, compreendemos que onde vivemos no mundo espiritual é o local determinado por nossas ações praticadas. Os Espíritos inferiores, que foram os maus homens na Terra, ficam perambulando pelo umbral e trevas enquanto não se redimirem, não pedirem perdão a Deus por suas faltas e não obtiverem a permissão para serem resgatados pelas falanges do bem.

Os bons homens, depois do desencarne, permanecem em regiões de luz onde continuam a desenvolver suas aptidões ao bem e trabalham, incessantemente, para ajudar os necessitados dos mundos espiritual e material.

Nossa falange viaja, quase todos os dias, até as regiões de sofrimento, em busca de Espíritos sofredores cuja expiação terminou.

Milhares são os Espíritos que estão perdidos nessas regiões imensas que formam o umbral e as trevas. Muitas vezes, estão solitários, andando pelas estradas, campos, charcos que formam essas regiões nevoentas, em outras ocasiões continuam a praticar suas maldades fazendo parte de legiões de Espíritos inferiores que tem prazer em perseguir, prender e castigar os fracos.

Muitas famílias estão bem nas cidades de luz, mas alguns de seus membros ainda permanecem nessas regiões inferiores. Então trabalham para que possam ser resgatados e se reunirem em um mesmo local de paz e de luz.

Solicitam o auxílio das falanges do bem e, quando permitido, os parentes são retirados das regiões inferiores e levados a locais onde possam ser ajudados e consequentemente, depois, possam rever os familiares e com eles conviver.

Muitas vezes, as falanges do bem encontram dificuldades para retirar os sofredores do umbral e têm que enfrentar situações embaraçosas, em confrontos com as falanges do mal que agregam milhares de Espíritos com tendências bélicas e maléficas.

Quando ocorre o resgate, esses Espíritos são levados até algum posto de socorro ou cidade espiritual nas proximidades aos campos de saída, que são campos que delimitam as regiões inferiores e as superiores.

Por isso, sempre aconselhamos aos amigos e companheiros de lutas, a, todos os dias, andar de coração aberto para Jesus, fazer o bem, praticar a caridade, tirar as iniquidades que ainda carregamos por dentro, tais como: orgulho, vaidade, presunção, ódio, cobiça, inveja, raiva e outros males. Por que isso? Essas maldades são as amarras que prendem os Espíritos no umbral e nas trevas.

Gostaria de pedir aos irmãos que procurem seguir o Evangelho de Jesus, pois ele está acima de qualquer religião. Sigam o Cristo para alcançar a felicidade na Terra e, depois, na espiritualidade.

 

Maria Rosa/Luiz Marini 16/05/2014.