O Amor

Terça, 26 Maio 2009 01:15
Versão para impressão

 

Como a brisa que vem de manso e beija as rosas do jardim,

Como o botão que desabrocha mostrando todo o seu esplendor,

Como o sol da manhã que suave traz o calor e aos poucos demonstra sua força,

Como o arco-íris exuberante em seu colorido majestoso,

Como o vento que nasce na relva e sopra ao longe levando consigo o perfume dos lírios do campo, deixando traços de vida no movimento das ervas, alcançando longas distâncias, espalhando pelos caminhos a leveza e a certeza do existir, da magnitude da vida.

O Amor se faz completo por si mesmo, juntando duas vidas e fazendo-as seguir uma ao lado da outra, mostrando a simplicidade do seu existir. O Amor basta-se a si mesmo.

O Amor enche de luz o coração de quem ama, preenche a alma, espalhando a alegria contagiante no sorriso.

O Amor leva a novos caminhos, enobrece e fortalece; faz do homem um guerreiro que luta sem tréguas por seu objetivo; É tão incrível que nunca se sabe quando vai acontecer e não se consegue explicar por que.

O Amor é a mais linda sinfonia que o coração pode ouvir, fazendo jorrar lágrimas de felicidade.

O Amor é como Deus a declamar para o coração a mais linda poesia.

O Amor é a força que nos acorda todos os dias e faz perceber que a vida é bela apesar dos pesares, a força que nos faz viver e contagiar o dia de quem se ama.

O Amor faz sentir que a maior força de um homem está em si mesmo.

 

Feliz dia de quem tem Amor no coração, feliz Dia dos Namorados!

Flavio Dias / Karine Koller - 24/05/09.