Centro Espírita Dr. Adolfo Bezerra de Menezes

  • Aumentar o tamanho da fonte
  • Tamanho padrão da fonte
  • Diminuir tamanho da fonte

25 – Avó Maria e companhia

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

<<< Anterior...

Depois que o exército desapareceu ao longe, notamos que o trabalho de remoção do acampamento estava bastante adiantado e o campo voltava a ser limpo como antes. Os soldados continuavam seguindo para sua cidade espiritual. Nossos companheiros de cavalgada estavam auxiliando nos serviços de limpeza do campo em frente à cidade. Estávamos ao lado da estrada, apenas Angélica, a filha do senhor José, o comandante, seu filho e eu. 

Em pouco tempo observamos uma caravana que se aproximava pela estrada principal. Eram sete carruagens puxadas por fogosos cavalos. Parecia que as rodas flutuavam sobre o solo. Em instantes o comboio estacionou perto de nós. 

Da primeira carruagem, pela janela, alguém abanou para mim. Era a avó Maria. Foi a primeira a descer e a me abraçar. Cumprimentou o Capitão e o comandante. Ela já sabia o que havia ocorrido, pelas antenas psíquicas e condições que possui. 

- Maria Rosa, lembra que eu tinha que terminar de te contar sobre uma visita que recebi? – perguntou com a simpatia de sempre.

- Sim, avó, lembro bem. Isso ficou no ar. – respondi com um jeito de quem queria saber a história.

- Maria Rosa, agora você vai saber quem esteve comigo. Tenho uma surpresa para vocês. Sabem quem está aqui? Perguntou a avó Maria.

- Imagino avó. - Respondi.

Nesse instante desceram da carruagem a senhora Ana, suas filhas Agnes e Alessandra. Estavam lindas. Agnes estava usando um vestido azul e Alessandra um vestido verde. A senhora Ana estava trajada com uma roupa elegante que as mulheres usavam na época da guerra.

Quando a senhora Ana avistou o comandante, correu e abraçou-o fortemente. O abraço foi retribuído da mesma maneira. As filhas se aproximaram e abraçaram os pais. O Capitão Alberto também se juntou aos familiares. Todos choravam de alegria no reencontro de almas afins.

O destino os reaproximava depois de longos anos de separação e angústia. Agora poderiam seguir juntos para prosseguir em seu destino.

Das outras carruagens desceram os afilhados da avó Maria e os amigos que foram resgatados. Eles haviam embarcado quando a caravana passou perto de nosso acampamento. O encontro entre Pedro e a noiva, foi emocionante.

Das outras carruagens desceram diversos Espíritos que chegavam para visitar os parentes e amigos na cidade.

Continuar...

 

Luiz Marini - Livros

kiko_e_malhado.jpg
Clique na imagem para acessar


Para refletir

"O desespero é uma doença. E um povo desesperado,lesado por dificuldades enormes, pode enlouquecer, como qualquer indivíduo. Ele pode perder o seu próprio discernimento. Isso é lamentável, mas pode-se dizer que tudo decorre da ausência de educação, principalmente de formação religiosa." (Francisco Cândido Xavier)